Politicamente incorreto


Quando a película ultrapassa seu criador...

 

Independentemente das perspectivas de Lars von Trier :” The film was certainly inspired by Brecht. I would prefer to call it second-hand inspiration, though”  ( palavras de sua entrevista a Guardian),  

DOGVILLE trata de certas peculiaridades da existência humana: a aceitação da Graça, Misericórdia X Castigo, todos habilmente evidenciados do começo ao fim; visão das coisas que Brecht não teve com seu materialismo tacanho. O que me leva a entender as duas possibilidades, desde que assegurem o direito a injuria: aceita-se um copo de Martine ao autor, ou este estava completamente lúcido, e a obra ultrapassou suas perspectivas... Acontece.

 



Escrito por Tiago às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Para Debora

Memorais para o dia 28..(Questão complexa, Art 454 &3 do Código de Processo Civil)

Ou....         Segundo a escolha de Ortega Y Gasset ( Estudos sobre o amor):

"...el enamorado se siente entregado totalmente al que ama. "

Consoante a Elvis Costello:

"She
May be the face I can't forget.
A trace of pleasure or regret
May be my treasure or the price I have to pay.
She may be the song that summer sings.
May be the chill that autumn brings.
May be a hundred different things
Within the measure of a day"

E pra finalizar, Bob Dylan:

 

And if I pass this way again, you can rest assured

I'll always do my best for her, on that I give my word

In a world of steel-eyed death, and men who are fighting to be warm.

"Come in," she said,

"I'll give you shelter from the storm."



Escrito por Tiago às 14h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Conheces a ti mesmo, original, sem gnosticismo

Outrossim, o ancião longínquo, aspecto jurídico-clássico, argumentou-me a respeito das ingerências da vida:  “Posto que o corpo e a alma são unidade, age conforme pensa, pensas conforme sois”.  Daí a celebre proposição socrática dos gorgianos, parafraseada: “antes, diga-me  o que este imbecil seja”. Destarte, toda filosofia moderna torna-se inepta, passível de anulabilidade, pensaste o ancião.

Deveras.

 



Escrito por Tiago às 18h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cuspida no prato

Idiot wind, blowing like a circle around my skull,
From the Grand Coulee Dam to the Capitol.
Idiot wind, blowing every time you move your teeth,
You're an idiot, babe.
It's a wonder that you still know how to breathe.

 

Idiot Wind, Bob Dylan, agora um dos maiores poetas do inglês, segundo especialista de Oxford.

 

 

Distingui-se  poesia e farsa propriamente dita subscrevendo-se Bruno Tolentino e Arnaldo Antunes, o pulso ainda pulsa, tudo respectivamente.

 

Parece-me ,  ainda percorrendo os caminhos da alegoria, que a brasilidade digitalizada caracteriza-se por um grande Arnaldo Antunes menos refinado, com um dialeto mais concretista e um estruturalismo mais provinciano, oras, pois:

 

Trecho inventado de algum jus-filosofo do futuro:

" Issu ae, eu axu o jusnaturalismu trilegal. Hihihi! "

 

 

Eu não disse algo acima, foi apenas uma invenção, isso não existe, seria apenas algo da minha cabeça?

 

Bem, negar talvez seja a pior  desculpa  do tal Mundo-como-Ideia.

Petição Inicial:  Indivíduos que criaram belas imagens na consciência e desistiram da vida como ela se apresenta.

 

Ou seja, de vez em quando com mau humor.



Escrito por Tiago às 18h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Humm...( 2)

http://mundoinsano.no.sapo.pt/index.html

 



Escrito por Tiago às 11h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


A História Sem Fim

Bastian observando o horizonte:

- Conseguiremos empreender a igualdade?

 

Ideólogos aparentam viver no The Never Ending Story”. Se permitir a alegoria. O jovem Bastian já com sucrilhos nas barbas, idealizando um novo horizonte, fim da “ desigualdade social”, “ justiça social”, “ bem comum”.

Um pouco alem; talvez seja o conceito “ bem comum” o mais usado no mundo-da-fantasia, lugar no qual cavalos voam e universitários acreditam no desbravador Che; agora com motocicleta, lutando por um ideal. Há um requinte nisso, percebam como o socialismo-fabiano universitário  ou estou comendo camarãozinho com catupiry se inspira.



Escrito por Tiago às 12h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
01/11/2007 a 30/11/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004




Outros sites
 Wunderblogs
 Oito Colunas- casa nova
 Oito Colunas
 O Esquisito
 Austríaco
 Contra Ilusão
 Direita
 Patinando com o Alter-Ego
 Fabio Ulanin
 Método da Suspicácia
 O Indivíduo
 Blogico
 Zadig
 Nadando contra a Maré
 Se.liga.com.BR
 Grimaldo
 Amigos da América
 Fora do mundo
 Dardanus
 Filthy McNasty
 Mises Institute
 Lew Rockwell
 Stanley Kubrick
 Bob Dylan
 T.S.Eliot
 Mídia Sem Máscara
 Diego Casagrande
 E-books
 Aristóteles
 Machado de Assis
 Permanência
 Instituto Liberal-RJ
 Alguns bons artigos
 Xavier Zubiri
 Eric Voegelin
 Michel Villey
 Marcel Proust
 Antígona
 Associação Cultural Santo Tomás
 Olavo de Carvalho
 Mendo Castro Henriques
 Pequeno-burguês
 Cosa Mentale
 Claudio Tellez
 Cinema elegante
 Plural
 Meta o pé na jaca