Politicamente incorreto


Eis um parecer sobre as coisas

Primeiramente façamos uma monografia sobre a mediocridade humana. Será avaliação excelentíssima sobre a possibilidade de seres humanos conversarem sobre assuntos inúteis, a todo momento, e convencerem-se de que estão certos . Interessante arrumar um pretexto bem condizente, polindo as palavras, para demonstrar que outros seres humanos inteligentes – eis um conceito bem restrito-são maus, tirânicos, doentios, etc...

Posteriormente façamos uma observação critica sobre a função da ironia no suporte fático ( obrigado Pontes de Miranda)  da sobrevivência da espécie ( bem vindo Darwin). Sem a ironia não conseguiria suportar a própria mediocridade.



Escrito por Tiago às 00h10
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sempre o contexto...

A Constituição da Republica Federativa do Brasil, expelida graciosamente pelos parlamentares de 1988, não serve como objeto de libido dominante . Desculpe, mas bradar “Foda-se a Constituição” , como repressão freudiana inserida, não resolve a eventualidade do álcool na política.

 

Obrigaram-me a entrar no Palácio do Contribuinte. Entrei um tanto sem jeito, com o talão do IR nas mãos. E, resolvi passar pela diversão de crianças ( http://leaozinho.receita.fazenda.gov.br/). O nome do professor: Sócrates. Ele me ensina a exigir “os direitos” tutelados pelo Papai-Coercitivo e a ser cidadão, desde que não deixe de me alimentar com impostos.



Escrito por Tiago às 18h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


E se o mundo for uma Norma Jurídica (anaue, deus-Kelsen)

“ O casamento é um ato jurídico derivado do amor”. Ate o presente momento acreditava na ontologia, como investigação sobre o Ser, mas neste momento acredito que as coisas estão impregnadas de um excessivo academicismo.

 

Não serve como argumento a priori: se alguém diz que gosta de filosofia, espere um pouco, arranhe a barbicha e diga: qual “ tipo” de filosofia? ( seja cruel, maieutico, e utilize os mesmos recursos  do adversário. Seja neutro, só por um instante, porem diga depois, sorrindo,  que busca o principio de todas as coisas). 

 

Cuidado com pessoas que admiram demais a filosofia. Esta é para poucos, perfaz-se silenciosa, no estudo aprofundado da Política de Aristóteles ,  descobrindo que o casamento ( família )é a união natural de um homem com uma mulher.

 

Atenção...Politicamente corretos podem indagar: e o casamento de indivíduos do mesmo sexo? Diga que se interessa na Política de Aristóteles. Sem maiores detalhes...

 



Escrito por Tiago às 19h39
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
01/11/2007 a 30/11/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004




Outros sites
 Wunderblogs
 Oito Colunas- casa nova
 Oito Colunas
 O Esquisito
 Austríaco
 Contra Ilusão
 Direita
 Patinando com o Alter-Ego
 Fabio Ulanin
 Método da Suspicácia
 O Indivíduo
 Blogico
 Zadig
 Nadando contra a Maré
 Se.liga.com.BR
 Grimaldo
 Amigos da América
 Fora do mundo
 Dardanus
 Filthy McNasty
 Mises Institute
 Lew Rockwell
 Stanley Kubrick
 Bob Dylan
 T.S.Eliot
 Mídia Sem Máscara
 Diego Casagrande
 E-books
 Aristóteles
 Machado de Assis
 Permanência
 Instituto Liberal-RJ
 Alguns bons artigos
 Xavier Zubiri
 Eric Voegelin
 Michel Villey
 Marcel Proust
 Antígona
 Associação Cultural Santo Tomás
 Olavo de Carvalho
 Mendo Castro Henriques
 Pequeno-burguês
 Cosa Mentale
 Claudio Tellez
 Cinema elegante
 Plural
 Meta o pé na jaca